5 dicas para fazer seu diário de bordo

5 dicas para fazer seu diário de bordo

O diário de bordo – ou caderno de campo – é um dos grandes companheiros de qualquer pesquisador, não é mesmo? Apesar de sabermos disso, algumas dúvidas são comuns entre estudantes finalistas em feiras de ciências. Provavelmente na hora de fazer seu projeto, alguma dessas perguntas já passou pela sua cabeça: Preciso passar a limpo antes da feira? Ele precisa ter muita coisa escrita? Posso deixar espaços em branco? Colar coisas nele?

Vamos refletir um pouco a respeito da finalidade dessa ferramenta para responder todas suas dúvidas de forma prática e rápida. Se liga nas dicas:

1. Fidelidade do desenvolvimento

O diário deve ser o instrumento que te acompanhará na hora de testar suas ideias. Teste e anote. Se for preciso, faça rasuras. É muito importante que você tenha um registro fiel de tudo que já tentou fazer. Assim, você vai definir o rumo da sua pesquisa, vai evitar erros repetitivos e vai garantir que lembrará de detalhes importantes que poderão fazer toda a diferença no desenvolvimento do seu trabalho. Enfim, não perca tempo passando seu diário de bordo a limpo. Isso poderá dar a impressão de que você não o utilizou corretamente.

2. Do tamanho das suas ideias

Nenhum diário de bordo precisa ser grande, com 500 páginas de texto, ou algo assim. Ele precisa ter a quantidade de páginas que você necessitou para cumprir a dica 1, independente do número que isso representar.

3. Mantenha a sequência

Deixe o mínimo de espaços vazios que for possível. Ter muitas linhas em branco entre uma anotação e outra não “pega bem”, pois pode dar a impressão de que você pode incluir informações em datas passadas, mudando sua linha de raciocínio natural.

4. Preze pelo “clean”

Evite encher seu caderno de colagens. Lembre-se: ele é um local de registros e anotações. Você pode criar uma pasta separada de anexos e até mesmo um álbum de fotografias para complementar seu diário de bordo.

5. Evite excessos

Não perca tempo copiando textos no seu caderno. Você poderá ter seu material bibliográfico organizado em uma outra pasta. Caso queira anotar uma observação muito importante, tudo bem, você poderá fazer isso e acrescentar: “conforme anexo 04 da pasta de anexos” – nesse caso, enumere os anexos. Isso vai mostrar que você é organizado e usa adequadamente cada ferramenta.

Ainda possui dúvidas sobre como fazer seu diário de bordo? Compartilha com a gente nos comentários!